Motivação e Autoconfiança

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
Neste assunto tratamos sobre a pirâmide de Maslow e suas implicações nos dias de hoje e abordamos assuntos como motivação e autoconfiança.

A motivação e autoconfiança é algo que vem de dentro de nós e é alimentada pelo nossos ideais e objetivos.

Se você vai trabalhar e não consegue relacionar o seu trabalho com objetivos e ideais futuros, será difícil se sentir motivado, pois motivação significa MOTIVO para AÇÃO.

Na década de 1950, Abraham Maslow, um psicólogo estadunidense, estudou as pessoas bem-sucedidas, maduras e realizadas e concluiu que esse era o estado natural do ser humano e que todos poderíamos ser assim.

Abraham Maslow

Tudo que deveríamos fazer para atingirmos esse estado era superar nossos bloqueios internos ao crescimento e à maturidade. 

Hierarquia de necessidades de Maslow

Conhecido pelo pensamento positivista, Maslow buscava desbancar a cenoura e o bastão como forma de gerir e motivar as pessoas e acabou criando um modelo que chamou de “Hierarquia das Necessidades Humanas”.

Esse modelo sugere que nossa necessidade mais básica é de água e comida até que essa necessidade seja satisfeita. Uma vez satisfeita essa necessidade mais básica, passamos a nos preocupar com abrigo, segurança e vestiário.

Essa hierarquia vai subindo conforme vamos suprindo nossas necessidades básicas anteriores e indo em direção a um estado mais elevado das necessidades humanas que é a realização pessoal, que acontece quando as necessidades de estima estão satisfeitas e a pessoa não é mais motivada pela necessidade de se afirmar, livre de qualquer dependência externa.

“A necessidade básica associada a realização pessoal é a necessidade de ter um sentido e um propósito na vida”.

Quando este nível mais elevado é atingido, seu trabalho, senso de contribuição e existência possui um valor, um legado, uma herança. A hierarquia de Maslow está bem representada na figura abaixo.

Hierarquia das Necessidades Humanas de Maslow – Figura de Fernando Arbex.

Motivação

E a motivação, aonde entra nesse contexto acima? As pessoas buscam atividades que ajudam a satisfazer suas necessidades e é no trabalho, seja trabalhando para alguém, para si mesmo, ou em uma obra social, satisfazemos nossas necessidades. 

Muitos de nós já ouviram o ditado “O trabalho dignifica o homem” e não deixa de ser uma verdade, porém, prefiro usar minha versão deste ditado que é: O trabalho JUSTO dignifica o homem.

E porque o trabalho atende às nossas necessidades? Ora, uma vez que trabalhamos, garantimos uma renda que por sua vez podemos comer, beber e a nos vestirmos (fisiológicas). O trabalho nos fornece a renda para pagarmos por nossa habitação e saúde (segurança). O trabalho une as pessoas em uma comunidade (sociais). Além disso o trabalho oferece prestígio, promoção e confiança (estima).

Co-working

E, por fim, no nível mais elevado, o trabalho nos permite crescer como indivíduos, utilizarmos nossa criatividade para resolver os problemas da melhor maneira, permite-nos não julgar as pessoas, nos torna mais espontâneos e moralmente corretos (auto-realização).

AUTOCONFIANÇA

A Autoconfiança significa capacidade para enfrentar qualquer situação sem permitir que o medo nos afete ou que o “ego” tome o controle.

Quanto mais somos capazes de alcançar algo, mais autoconfiantes nos tornamos, e quando mais autoconfiantes somos, mais capazes somos de alcançar objetivos ainda maiores.

Timothy Gallwey diz que o primeiro passo no caminho da harmonia entre o ego e o corpo (self 1 e Self 2)* é deixar de lado o autojulgamento. Ele diz ainda que:

"quando isso ocorre, a confiança começa a surgir, e finalmente se transforma no ingrediente básico da alta performance: a autoconfiança."

 Basicamente o que Gallwey diz é: Confie no seu self 2, a parte inconsciente, livre de julgamentos e executora.

* Falarei em outro post sobre o Self 1 e Self 2, conceitos altamente importantes para a alta performance. 

Microgerenciamento

Muito comum no ambiente de trabalho, é o chefe promover um funcionário, porém continuar dando palpites no seu trabalho e não lhe dar real oportunidade de se expor e pensar por si próprio, este chefe terá sido contraproducente. A autoconfiança se consuma quando alguém é digno de fazer escolhas.

Auto Confiança

Me despeço por aqui e lhe deixo essas perguntas:

  1. Aonde você se encontra na pirâmide hierárquica de Maslow?
  2. O que você precisa fazer de hoje até a semana que vem para que consiga chegar mais perto da auto-realização?​

REFERÊNCIAS:

​Whitmore, John. Coaching para aprimorar o desempenho: Os princípios e a prática do coaching e da liderança. São Paulo: Clio Editora, 2012.

​Gallwey, Timothy. O Jogo interior do tênis: o guia clássico para o lado mental da excelência no desempenho. São Paulo: SportBook, 2016.

Fernando Arbex

Fernando Arbex

Fernando é webdesigner, consultor digital e coach apaixonado por tecnologia e desenvolvimento humano. Trabalhando durante anos com a I.T. ele acredita que o caminho para uma sociedade mais harmoniosa e justa será através do uso da tecnologia de maneira inteligente e consciente.

Deixe um comentário

Sobre

Fernando é webdesigner, consultor digital e coach apaixonado por tecnologia e desenvolvimento humano. Trabalhando durante anos com a I.T. ele acredita que o caminho para uma sociedade mais harmoniosa e justa será através do uso da tecnologia de maneira inteligente e consciente.

Posts Recentes

autoconfianca
Fernando Arbex

Motivação e Autoconfiança

Neste assunto tratamos sobre a pirâmide de Maslow e suas implicações nos dias de hoje e abordamos assuntos como motivação e autoconfiança.

Leia Mais »

Siga-nos

Tutoriais

Cadastre-se no nosso informativo

Jamais enviarei SPAM. Prometo.

>
Rolar para cima